processosA Progênie, empresa do ramo genético e de nutrição animal, instalou um sistema de gestão para agilizar o atendimento aos clientes. A reorganização e modernização dos processos fez com que a empresa Progênie Agronegócios ampliasse o faturamento em mais de 30% apenas no ramo de melhoramento genético. A estimativa é dos proprietários, a médica veterinária Eloisa El Hage e o zootecnista Alexandre El Hage. Eles dizem que além dos ganhos financeiros, alcançaram melhoria no atendimento ao cliente, redução do retrabalho e otimização dos recursos.

A Progênie atua ainda no ramo de nutrição animal, laboratório de DNA e comercialização de troncos e balanças. A empresa foi fundada em 2003 e já nasceu no momento em que o setor agropecuário estava em crise. “Na época, tínhamos recursos apenas para comprar a sede, cerca de R$ 80 mil. Agora, precisamos fazer um trabalho para saber quanto à empresa custa, somando os bens tangíveis e intangíveis”.

Após 16 anos de mercado, a empresa já conseguiu uma clientela de cerca de 450 clientes, apenas para a venda de sêmen. A área de cobertura também ampliou e no começo, restringia-se a Baixada Cuiabana e agora, atende também região médio-norte, Vale do Guaporé e Sul.

Eloisa relata que quando começou o trabalho de representação da ABS Pecplan, recebeu uma lista de clientes e ao tentar contato, observou que os cadastros estavam desatualizados e incompletos. Neste momento, percebeu que antes focar nas vendas, precisaria fazer uma triagem e atualização.

Com a ampliação da clientela, outros problemas relacionados com a informação começaram a surgir. Os primeiros relativos ao histórico de compras do cliente e cadastro dos potenciais compradores. Depois em relação à logística e também a satisfação e pós-venda.

Em 2013, os empresários procuraram o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em Mato Grosso e solicitaram um consultoria para implantação do sistema de informações. “O trabalho foi complicado porque passa por uma mudança de comportamento de todos os funcionários da empresa”.

Na época da mudança, Eloisa relata que tinha seis funcionários e já pensava em novas contratações devido à demanda.

A partir da organização dos processos e melhoria do banco de dados, o trabalho reduziu e o retrabalho foi praticamente extinto. Atualmente, a empresa funciona com menos funcionários e parte do dinheiro gasto com folha de pagamento e investido na melhoria profissional dos que ficaram.

Outra vantagem, segundo a empresária, é a resposta rápida a dúvida do cliente. “Quando alguém liga, temos todas as informações sobre o transporte, a entrega e o estágio da compra com um click no sistema. Vendemos também confiança”.

O cruzamento das informações também ofereceu subsídios essenciais para a ampliação das vendas. “Consigo saber qual produtor valoriza uma visita técnica, a periodicidade das aquisições e as perspectivas de futuro do criador”.

Contabilidade positiva

Juntando todas as áreas de atuação da Progênie, o faturamento pulou de R$ 60 mil em 2013, quando começou instalação do sistema, para R$ 100 mil e a proprietária já pensa na abertura de uma filial. O analista do Sebrae em Mato Grosso, Carlos Raimundo dos Santos, explica que o trabalho na empresa começou com um diagnóstico, no qual foram identificados problemas em todos os processos e também uma possibilidade de redimensionar a empresa no mercado. “Fizemos os apontamentos, mas o sucesso do trabalho depende da implantação, realizada pelo empresário”.

Santos explica que a implantação Customer Relationship Management (CRM) depende de uma engenharia adequada das atividades. Ele lembra que existem softwares gratuitos no mercado, mas a personalização e abastecimento deles dependem de um apoio profissional. “Os empresários precisam entender que informação vale tanto quanto os insumos”.

 

Fonte: Agência Sebrae de Notícias MT

Empresa aumenta faturamento em 30% após organização de processos
Classificado como:                            
WordPress and WHMCS integration by i-Plugins